Monthly Archives: August 2008

Salvador me abraça sorrindo

Depois de alguns sustos e medos, aqueles que o Pelourinho e suas vielas causam no viajante despreparado, o Pelourinho me conquistou. Na verdade, Salvador me conquistou. Havia visitado a cidade há muito tempo, e todo o clima, todo o som,

Salvador me abraça sorrindo

Depois de alguns sustos e medos, aqueles que o Pelourinho e suas vielas causam no viajante despreparado, o Pelourinho me conquistou. Na verdade, Salvador me conquistou. Havia visitado a cidade há muito tempo, e todo o clima, todo o som,

Voar sem asas

Eis o motivo da minha última inspiração para escrever: Das milhares de vezes em que tive a oportunidade de deslocar-me pelo planeta de avião (muitas, afinal em minha família festeira de classe privilegiada ocorria com freqüência de reunirmo-nos para encontros,

Voar sem asas

Eis o motivo da minha última inspiração para escrever: Das milhares de vezes em que tive a oportunidade de deslocar-me pelo planeta de avião (muitas, afinal em minha família festeira de classe privilegiada ocorria com freqüência de reunirmo-nos para encontros,

Dois choques?

Me assusto. Me assusto e me perco em mim mesma. Recentemente voltei ao país onde morei durante um ano anteriormente. Quando digo anteriormente refiro-me a dois anos atrás; não é muito tempo. Fico surpresa e assustada, e muitos sentimentos se

Dois choques?

Me assusto. Me assusto e me perco em mim mesma. Recentemente voltei ao país onde morei durante um ano anteriormente. Quando digo anteriormente refiro-me a dois anos atrás; não é muito tempo. Fico surpresa e assustada, e muitos sentimentos se

Meu choro antes preso se desmancha em crise

A crise me cura e me grita. Me canta alegrias que outra vez foram trazidas. Me ameaca a dor do desgosto do futuro que nao veio. Me grita e me encanta, a crise me cura. De mim. Do mundo. Do

Meu choro antes preso se desmancha em crise

A crise me cura e me grita. Me canta alegrias que outra vez foram trazidas. Me ameaca a dor do desgosto do futuro que nao veio. Me grita e me encanta, a crise me cura. De mim. Do mundo. Do

Eu e Ziraldo

Analisando sozinha a psicologia do meu crescimento, chego a conclusões indomáveis; Pode ser um engano que causo em mim mesma de achar que encontro em fatos antigos respostas de mim, mas assim o creio fazer. Flicts fui eu. A pobre

Eu e Ziraldo

Analisando sozinha a psicologia do meu crescimento, chego a conclusões indomáveis; Pode ser um engano que causo em mim mesma de achar que encontro em fatos antigos respostas de mim, mas assim o creio fazer. Flicts fui eu. A pobre

Sobre perdas minhas

Andei pensando sobre as perdas pelas quais passamos em nossas vidas. Não sei por que, um pequeno acidente ontem me deixou pensativa e concentrada, concentrada nas perdas. É claro – ou talvez não? – que toda perda tem um valor de ser, tem

Sobre perdas minhas

Andei pensando sobre as perdas pelas quais passamos em nossas vidas. Não sei por que, um pequeno acidente ontem me deixou pensativa e concentrada, concentrada nas perdas. É claro – ou talvez não? – que toda perda tem um valor de ser, tem

Sobre uma viagem e uma pesquisa: Cuba sob meus olhos, em maio de 2008

Antes de mais nada, antes de tudo, o calor toma conta do primeiro pensamento de quem pisa na ilha. O olhar, que depois varre tudo em frente, percebe diferentes motivo: Arquitetura de influência espanhola, nacionalismo gritante estampado nas bandeiras e

Sobre uma viagem e uma pesquisa: Cuba sob meus olhos, em maio de 2008

Antes de mais nada, antes de tudo, o calor toma conta do primeiro pensamento de quem pisa na ilha. O olhar, que depois varre tudo em frente, percebe diferentes motivo: Arquitetura de influência espanhola, nacionalismo gritante estampado nas bandeiras e