Eu e Ziraldo

Analisando sozinha a psicologia do meu crescimento, chego a conclusões indomáveis; Pode ser um engano que causo em mim mesma de achar que encontro em fatos antigos respostas de mim, mas assim o creio fazer.
Flicts fui eu. A pobre cor de Ziraldo, que outrora me emocionou em chegar à lua, me inspirou em meus primeiros passos de meu ser-eu. Ela conseguiu a proeza de achar a graça em ser diferente, não o amarelo, não o vermelho, não o forte azul. Assim creio que tenha me tornado, influencia do livro ou genética minha, orgulhosa em ser diferente, incessante procuradora das diferenças.
É difícil, no entanto, e por vezes me perco em pensamentos dos fortes e vivos. É preciso ser Flicts.

É bonito ser Flicts.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: